domingo, 13 de agosto de 2017

Não soubesse eu já estar morto


Poemas alheios

Ota Dokan (1432-1486)
esvaindo-se em sangue na banheira,
após o golpe inimigo

Não soubesse eu
já estar morto
- estaria agora a lamentar
da minha vida
a perda.


sábado, 22 de julho de 2017

Força para interromper


Ela arregalou os olhos
em um misto de
               surpresa e espanto
e com a mão tapando a boca
correu para o banheiro.

Eu, exausto
relaxado sobre a cama
me senti
               um crápula.

Poderia ter avisado
contudo
como fazer?

Um boquete assim
a gente não tem força
para interromper.



domingo, 16 de julho de 2017

Coisas mais simples e singelas


"Não vai me comer assim?"
ela perguntou
olhando sobre os ombros
de bruços
bunda empinada
sobre a cama grande.

Era um  monumento, pensei
e ninguém recusaria
mas cheio de cerveja como estava
tive medo
de não dar conta.

Vamos tentar algo mais simples,
respondi
e lá vamos nós de papai & mamãe
bêbados requerem
coisas mais calmas, simples, singelas.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...